Vítima de racismo, esteticista cria EPIs para pessoas negras

Em uma cirurgia odontológica, Cristine Boneta recebeu sacolas plásticas para usar como touca, já que a clínica não tinha equipamentos adequados pra ela

Cristiane criou a linha para quem tem cabelos volumosos

Cristiane criou a linha para quem tem cabelos volumosos

Reprodução/Redes Sociais

A esteticista Cristiane Boneta criou uma linha de EPIs (Equipamento de Proteção Individual) para pessoas que, assim como ela, têm cabelos volumosos. As vendas do material vão começar nesta semana.

A ideia surgiu após Cristiane ter sido vítima de racismo dentro de uma clínica odontológica em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. De acordo com ela, foram entregues sacolas plásticas para usar como touca durante uma cirurgia.

A Linha de Luxo, como foi batizada, vai contar com avental e touca destinados a quem tem dificuldades de achar esses equipamentos por conta dos diversos tipos de cabelos, como tranças, dreads, além de pessoas que vestem G e GG.

“Os EPIs serão destinados para todos os padrões, mas vão atender principalmente às necessidades da população negra, por causa dos cabelos volumosos e tranças que adoramos usar”, afirmou.

Cristine disse também que várias pessoas já estão interessadas no material. A esteticista pretende expandir o negócio e atender pedidos de todo o Brasil.

Em relação ao racismo que alegou ter ocorrido na clínica odontológica, Cristiane afirmou ter entrado com um processo contra o local nas varas civil e criminal. 

*Estagiária do R7, sob supervisão de Patrícia Junqueira