Vizinhos apoiam homem negro que estava com medo de andar sozinho

Moradores se solidarizam com o desabafo de Shawn Dromgoole, após a morte de George Floyd, sobre racismo e insegurança nas ruas

Vizinhos se oferecem para passear com Shawn Dromgoole

Vizinhos se oferecem para passear com Shawn Dromgoole

Arquivo Pessoal/Shawn Dromgoole

Moradores de um bairro em Nashville, nos Estados Unidos, organizaram uma caminhada ao lado do vizinho negro que estava com medo de passear sozinho. Após a morte de George Floyd, que gerou uma onda de protestos em todo o país, Shawn Dromgoole, de 29 anos, fez um longo desabafo nas redes sociais sobre racismo e insegurança.

Arquivo Pessoal/Shawn Dromgoole

"Ontem, eu queria passear pelo meu bairro, mas o medo de não voltar vivo para casa, para minha família, me manteve na varanda da frente", escreveu ele. "Hoje, eu queria voltar a andar e não consegui sair da varanda. Liguei para minha mãe, Lynetra, e ela disse que iria andar comigo."

Assim que souberam da postagem, mais de 150 vizinhos se mostraram solidários ao rapaz, e alguns chegaram a pedir desculpas por fazê-lo se sentir inseguro. Foi então que combinaram de se encontrar no estacionamento de um restaurante para que todos pudessem caminhar juntos.

Adultos, crianças e até cachorros participaram do ato. "Foi uma sensação incrível", lembra Dromgoole. "Meus vizinhos estavam atrás de mim, estavam nas minhas costas. Ainda estou pasmo com todo o apoio."