Zoológico realiza sonho de menina com câncer e concede visita privada

Jadyn Blanco, uma moradora de Loxahatchee, em Palm Beach, no estado da Flórida, luta contra um tumor na cabeça e é amante dos animais

Jadyn Blanco, Ron Magill e um coala durante a visita

Jadyn Blanco, Ron Magill e um coala durante a visita

Agência EFE

O Jardim Zoológico de Miami, que está fechado ao público por causa da pandemia da Covid-19, abriu nesta sexta-feira (4) as suas portas para um único grupo de pessoas pela primeira vez na história, a família de uma menina de 8 anos de idade que sofre de câncer cerebral.

Jadyn Blanco, uma moradora de Loxahatchee, em Palm Beach, no estado da Flórida, luta contra um tumor na cabeça e é amante dos animais, principalmente por influência da série de televisão "Zoo Academy", lançada neste ano.

Ela então ganhou de presente uma visita particular ao Zoológico de Miami, o maior da Flórida e o quinto maior dos Estados Unidos. Segundo a rede de televisão "CBS12", a garotinha chegou em uma limusine branca ao local, onde os bichos vivem soltos em habitats construídos à imagem e semelhança da natureza.

A visita com a família foi coordenada através da fundação Make-A-Wish. De acordo com a sua página na internet, a organização sem fins lucrativos baseada no Arizona concedeu mais de 300 mil desejos a crianças gravemente doentes em todo o mundo desde 1980, e Jadyn é uma delas.

A pequena pediu para brincar com uma enorme pitão deitada no chão, alimentou as girafas e foi saudada pelo diretor de comunicações do jardim zoológico e condutor de "Zoo Academy", criada para acompanhar as pessoas nas suas casas enquanto o zoológico está fechado, Ron Magill.

O espaço foi obrigado a paralisar as atividades em 4 de julho até segunda ordem, depois, segundo Magill, de uma ordem executiva das autoridades do condado de Miami-Dade e em alinhamento com outras empresas do setor.